I Mostra Cultural Dezembro Imigrante nos CEUs

Entre os dias 1 e 14 de dezembro a Diretoria de Orientação Técnica/Núcleo de Educação Étnico-Racial e a Assessoria Especial/Programas Especiais, da Secretaria Municipal de Educação, realizam a I Mostra Cultural Dezembro Imigrante nos CEUs.

A iniciativa contará com seminários, cursos, oficinas, peças de teatro, rodas de conversas, exposições e shows. As atividades acontecerão nos CEUs Aricanduva, Lajeado, Paz, Quinta do Sol e São Rafael, Auditório da Diretoria Regional de Educação (DRE) Freguesia do Ó/Brasilândia, Auditório da SubPrefeitura V. Maria/Guilherme, Câmara Municipal de São Paulo, Galeria Olido, Praça Kantuta e na EMEF Dona Angelina Maffei Vita, localizada no bairro da Casa Verde, zona norte da capital paulista.

A inclusão da temática dos imigrantes no calendário oficial das Mostras Culturais justifica-se pelo fato de que, atualmente, 3.239 crianças nascidas fora do Brasil fazem parte do total de alunos da Rede Municipal de Ensino. Dessas, cerca de 70% são bolivianas.

A escolha do mês de dezembro para a realização da Mostra se justifica pela importância do período para os movimentos sociais, como a Marcha dos Imigrantes na cidade de São Paulo, que está na oitava edição e a celebração do Dia Internacional do Imigrante em 18 de dezembro.

Nosso Equipe de Base faz parte da programação:

Nosso equipe de Base participa nesta atividade

Acompanhe abaixo as atividades que farão parte da Mostra:

DRE Penha
Seminário “Olhares para a Imigração em São Paulo: subsídios para práticas pedagógicas voltadas à diversidade cultural”
Formação dirigida aos educadores da rede municipal, com foco na questão da imigração.
Dias 01 e 02/12, das 18h30 às 22h30
Carga horária: 08 horas
Local: CEU Quinta do Sol
Endereço: Av. Luiz Imparato, 564 – Parque Cisper
Inscrições: de 25/11 a 01/12/14 no link etnicorracial.blogspot.com.br
Vagas: 350 (trezentos e cinquenta)

DRE Freguesia do Ó/Brasilândia
Seminário “Olhares para a Imigração em São Paulo: subsídios para práticas pedagógicas voltadas à diversidade cultural”
O objetivo é fornecer subsídios teóricos que possibilitem ao educador construir uma prática pedagógica que se utilize da diversidade cultural como elemento mediador das aprendizagens. Haverá também apresentação musical “Mariachis Guadalajara”, música popular mexicana e do grupo de dança folclórica boliviana Tinkus Jaira.
Dia 06/12, das 09h às 17h
Carga horária: 08 horas
Local: Auditório da DRE Freguesia do Ó/Brasilândia
Endereço: Rua Léo Ribeiro de Moraes, 66 – Freguesia do Ó
Inscrições: de 26/11 a 04/12/14, no link goo.gl/ckXe9m
Vagas: 80 (oitenta)

DRE Jaçanã/Tremembé
Seminário “Educação e Migração: acesso, permanência e valorização da diversidade”
Temas abordados: Experiências pedagógicas em Educação para Imigrantes (relatos de práticas em educação formal e não-formal); Educação e Migração: Conquistas e desafios para as políticas locais de integração. Apresentação “Peru Inkas”, com repertório de música popular andina.
Dias 10 e 11/12, das 13h30 às 17h30
Carga horária: 08 horas
Local: Auditório da Sub Prefeitura V. Maria/Guilherme
Endereço: Rua General Mendes, 111 – Vila Maria
Inscrições: de 26/11 a 08/12/14 no link goo.gl/UDKwof
Vagas: 100 (cem)

DRE Ipiranga
Curso “Olhares para a imigração na cidade: contribuições para uma educação intercultural”
O objetivo é refletir sobre a presença dos alunos imigrantes na escola, fornecendo ao educador instrumentos de articulação da diversidade cultural de modo positivado e ações que combatam práticas discriminatórias e xenofóbicas no ambiente escolar. Programação composta por palestras, cineclube e visita de campo a Praça Kantuta. Apresentação musical “Sendero”, música popular da América Latina.
De 12 a 14/12
Carga horária: 12 horas.

Programação
Dia 12/12, das 18h às 22h.
Local: Câmara Municipal de São Paulo. Endereço: Viaduto Jacareí, 100
Discussão sobre o conceito de Imigração; a importância da escola no combate ao preconceito e discriminação.
Dia 13/12 das 09h às 13h
Local: Galeria Olido. Endereço: Av. São João, 473.
Cine-clube com a exibição de documentários que dialogam com a presença imigrante em São Paulo. Roda de conversa pelos produtores dos documentários que serão exibidos.
Dia 14/12, das 10h às 14h
Local: Praça Kantuta. em frente a IFESP, próximo a estação Armênia do metrô.
Visita monitorada a Feira da Kantuta – que é um dos espaços de sociabilidade dos imigrantes andinos na cidade de São Paulo.
Inscrições: de 27/11 a 09/12/2014 no link goo.gl/forms/nMGDjsXwWC
Vagas: 70 (setenta)

EMEF Infante dom Henrique
06/12, 13h00: show“ Latinos Sound Crew”, um coletivo de DJs latino-americanos residentes na cidade de São Paulo que difunde a música latina, na Mostra Cultural da escola.

EMEF Dona Angelina Maffei Vita
09/12, 20h00: Oficina “Roteiro Cultural: Bolívia”. A Bolívia é o país de onde vem a maior parte dos imigrantes que chegam a São Paulo e a oficina de vídeo mostrará a diversidade cultural do país. Apresentação Cultural: “Tinkus Jaira”, dança típica boliviana. Apresentação Cultural: Son de los Andes.
11/12, 20h00: show “Latinos Sound Crew”, um coletivo de DJs latino-americanos residentes na cidade de São Paulo que difunde a música latina.

CEU Aricanduva
02/12, 14h00: Oficina “Baú de Histórias: uma volta ao mundo”. O Baú apresenta histórias do folclore brasileiro, lendas indígenas, contos africanos, contos populares regionais do Brasil, contos populares do mundo, contos encantados e tantas outras histórias que podemos lembrar e imaginar.
03/12, 14h00: show “Peru Inkas”, com repertório de música popular andina.
04/12, 14h00: Oficina Kussunde. Discutindo as relações África-Brasil através da dança, literatura, arte e música.
08/12, 14h00: Oficina “Ryuusei Taiko” – grupo de percussão com tambores japoneses.
11/12, 14h00: show “Mariachis Guadalajara”, música popular mexicana.

CEU Lajeado
04/12, 14h00: Oficina “Baú de Histórias: uma volta ao mundo”. O Baú apresenta histórias do folclore brasileiro, lendas indígenas, contos africanos, contos populares regionais do Brasil, contos populares do mundo, contos encantados e tantas outras histórias que podemos lembrar e imaginar.
04/12, 19h00: Peça de teatro “Camiños Invisibles”. Reflexões sobre a imigração e as relações de trabalho.
13/12, 14h00: Roda de Conversa “Acesso a Saúde Pública para Imigrantes”. Apresentação de dança Ballet “Si, yo puedo”.

CEU Paz
03/12, 15h00: oficina Kussunde. Discutindo as relações África-Brasil através da dança, literatura, arte e música.
03/12, 19h00: show “Os Escolhidos” – música africana contemporânea. Teatro.

CEU Quinta do Sol
01/12 a 12/12: Exposição fotográfica “Qhapaq Ñan: o caminho Inca”, no foyer.
01/12 e 02/12, das 18h30 as 22h30: Seminário “Olhares para a Imigração em São Paulo: subsídios para práticas pedagógicas voltadas para a diversidade cultural”. Formação dirigida aos educadores da rede municipal, com foco na questão da imigração.
01/12, 18h30: Apresentação musical do grupo “Sendero”, música popular da América Latina.
02/12: Apresentação do grupo “Acuarela Paraguaia”, trazendo as belezas da guarânia e da dança folclórica do Paraguai.

CEU São Rafael
03/12, 19h00: Peça de teatro “Camiños Invisibles”. Reflexões sobre a imigração e as relações de trabalho.

CRAI (Centro de Referencia e Acolhida para Imigrantes)
08/12, 14h00: Oficina de “Mostra de Cinema Brasileiro” e “A caça”, com conteúdo relacionado a formação cultural brasileira e imigração. Endereço: Rua Japurá, 234 – Bela Vista.

Museu da Imigração
05/12, 18h: Segunda roda de conversa sobre o acesso à educação e a imigração. Mais informações no site www.museudaimigracao.org.br

Fonte: http://portal.sme.prefeitura.sp.gov.br/Main/Noticia/Visualizar/PortalSMESP/I-Mostra-Cultural-Dezembro-Imigrante-nos-CEUs

Publicado em Projeto de saúde da mulher migrante latino-americana em São Paulo | Deixar um comentário

2º Festival de Direitos Humanos “Cidadania nas Ruas”-Imigrantes em SP

Nosso Equipe de Base Warmis faz parte da programação:

Desenho: Laura Viana (Voluntária do Equipe de Base Warmis- Convergência das Culturas)

PROGRAMAÇÃO
Tarde Cultural no Centro
Quando: 11/12, 17h às 19h
Local: Espaço Cidadania nas Ruas – Praça do Patriarca, centro
17h às 18h – Música: Grupo Peru Inkas
18h às 19h – Música: Percussão Afro – Latina Jorge Perez

Roda de Conversa Sobre Cidadania, Direitos Humanos e Participação Social
Quando: 13/12, 9h às 14h
Local: CCB – Rua Costa Valente, esquina com a Rua Coimbra, Mooca
9h30 – Dança: Grupo Kantuta Bolívia
10h às 11h – Diálogo Social: Território de Direito
Com: Rogério Sottili, secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania, e Paulo Illes, coordenador de Políticas para Migrantes da SMDHC
11h às 12h – Roda de conversa com Warmis sobre políticas de saúde para mulheres imigrantes e série de vídeos
12h às 13h30 – Exibição de “Sete dias em Burkina Faso” seguida de debate com o diretor Carlinhos Antunes
Imigrantes em SP

Publicado em Projeto de saúde da mulher migrante latino-americana em São Paulo | Deixar um comentário

Parteras indígenas pertenecientes a los pueblos chiquitano, gwuarayu y ayoreo de Bolivia

Los indígenas tienen amplios conocimientos sobre temas de diferentes ámbitos que son el resultado del conocimiento de cientos de generaciones. Uno de ellos es el que poseen las parteras indígenas pertenecientes a los pueblos chiquitano, gwuarayu y ayoreo. Este trabajo audiovisual es el único realizado en Bolivia que reúne a parteras de tres diferentes pueblos de las Tierras Bajas. Se basa en testimonios de varias parteras y parteros empíricos, quienes relatan sus experiencias y técnicas laborales. El documental abarca las áreas de trabajo de atención al embarazo, parto, lactancia, medicaciones, etc. y la explicación de las creencias e interpretaciones fisiológicas. El documental resalta la profesionalidad de la labor que desempeñan las parteras y su aporte al sector formal de la salud.

Fuente:

APCOBApoyo Para el Campesino-Indígena del Oriente Boliviano

Site: http://www.apcob.org.bo

Publicado em Projeto de saúde da mulher migrante latino-americana em São Paulo | Deixar um comentário

Cartilha sobre Violência Obstétrica traduzida ao espanhol e inglês

Nosso equipe de base fez a tradução de forma gratuita ao espanhol e inglês do material produzido pelo Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, para maior divulgação das informações.

O material já esta disponível no site do NUDEM.

Material espanhol

Material inglês

Obstetric Violence

Publicado em Projeto de saúde da mulher migrante latino-americana em São Paulo | Deixar um comentário

Oficina sobre Violência Obstétrica – Ministerio de la mujer, Comunidad Hispana – Iglesia Adventista del Séptimo Día

Oficina sobre Violência Obstétrica – Ministerio de la mujer, Comunidad Hispana – Iglesia Adventista del Séptimo Día

Oficina sobre Violência Obstétrica (15/11/14)

Publicado em Projeto de saúde da mulher migrante latino-americana em São Paulo | Deixar um comentário

VOTO DESPRENDIDO – Sobre el voto del boliviano en el exterior

VOTO DESPRENDIDO – Sobre el voto del boliviano en el exterior

El boliviano lo deja todo para última hora! eso también pensé yo cuando fui voluntaria para jurado electoral de estas elecciones presidenciales y me dirigía calma para abrir mi mesa: “llegarán casi todos hasta más o menos las tres de la tarde”, imaginaba mientras caminaba hacia la escuela en la que me tocó votar.

Al llegar a la escuela me dí cuenta de que más equivocada no podía estar: había una fila ya inmensa de bolivianos y bolivanas, compratriotas mios, que se había formado desde las seis de la mañana, aún a pesar de que el TSE tuvo el mal tino de no tener en cuenta las grandes distancias en São Paulo y dividir a la población electoral de manera por demás errática, habían mujeres con niños, jóvenes, adultos mayores, etc, etc. aún a pesar también de la inmensa campaña de desprestigio de alguna tienda política que se dio a la tarea de hacer creer a la población inmigrante boliviana que su voto no serviría de nada! Me quedó claro una cosa, los y las bolivianas queremos votar!!!

Y los resultados se dieron así en mi mesa:

PDC: 4
PVB-IEP: 3
MSM: 7
MAS-IPSP: 118
UD: 4
BLANCOS:0
NULOS: 5

Qué me quedó de esta experiencia?

La frase: “Yo voto por el Evo porque aunque no haga nada por nosotros los inmigrantes, está haciendo cambios en Bolivia”, nada me pudo conmover más que estra frase desprendida. Es más que obvio el poco o nulo apoyo que recibimos aquí del consulado boliviano, pero es loable cómo el boliviano aún a pesar de estar fuera de su país piensa, se sacrifica y decide en favor de su mejora.

Esos hijos “desterrados” de su tierra por falta de oportunidades aún aman a su patria! Gracias hermanos!!!
Sí, es imposible negarlo, hubo muchísima desorganización! como es casi una constante. Pero sería imposible dejar de reconocer a toda la gente: notarios, jurados electorales (muchos de ellos voluntarios), con toda la predisposición de hacer bien las cosas, de hacerlas de manera transparente! Cómo admiro a mi gente!!

Esta, más allá de ser una victoria de Evo Morales tiene que ser un compromiso por parte del partido de gobierno para seguir mejorando, para subsanar sus grandes o pequeñas fallas, que sí las tiene y eso es innegable. En definitiva, de responder a la confianza, que una vez más, le ha dado el pueblo boliviano con mucho desprendimiento, tanto dentro como fuera de Bolvia! Y a los bolivianos de dentro y fuera es a quienes tendrá que responder!
FELIDICADES BOLIVIA, NOS ESPERA UN FUTURO!!

Por:
Gabriela Arraya Villarreal (Equipe de Base Warmis-Convergência das Culturas)

Publicado em Opiniões | Deixar um comentário

O que devo fazer se estiver sofrendo algum tipo de violência doméstica?

O que devo fazer se estiver sofrendo algum tipo de violência doméstica?

Primeiro de tudo é importante que não tenha vergonha de tomar uma providência, procurando uma delegacia ou a Defensoria Pública, onde você encontrará pessoas preparadas para auxiliar. Lembre-se que você não está sozinha. A violência doméstica ou familiar, infelizmente, é mais comum do que se imagina e independe de raça, idade ou mesmo classe social – e muitos casos acabam até mesmo em morte, por medo ou vergonha das mulheres agredidas. Além disso, existe o serviço “Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher”. Trata-se de um serviço do governo federal que auxilia e orienta as mulheres vítimas de violência por meio de ligações gratuitas para o número 180, de qualquer parte do território nacional, 24 horas por dia – inclusive nos feriados e finais de semana.

Fonte: Defensoria Pública de São Paulo

Publicado em Dica Legal | Deixar um comentário

UMSPB: União Malinesa em São Paulo organiza a festa de Independência do Mali

UMSPB:União Malinesa em São Paulo está organizado a festa de Independência do Mali 22 setembro 1960 -22 setembro 2014.

Data: 21 de setembro 2014

Horário: 08hoo até 16h00 hs

Onde: Rua: Do Glicério ,225-Liberdade-São Paulo-sp –Brasil, Cep: 01514-000,

Contato: Tel:11 32095388 Cel:(11)949469061

Programação:

-10h30 Lançamento de abertura de festa de independência,
-10h50 Hino nacional do Mali,
-11h00 Agradecimento de convidados e todas pessoas presentes,
-11h05 Discurso e motivo de festa de independência do Mali em São Paulo no Brasil,
-12h 00 Apresentação da cultura Malinesa e historia sobre Mali,
-12h50 poema de independência do Mali
-13h00 Teatro do Mali,
-13h20 Dança e canções
-14h00 as 15h00 Almoço de muitas comidas diferente Malinesa e refrigerante
-15h00 Dança publica com show de diferente musica do mundo,
-16h00 Cerramento e agradecimento do Casa Imigrante,Arsenal da esperança,mas todos parceiros e amigos dos Malines em são Paulo no Brasil

Publicado em Informação | Deixar um comentário

Semana da mulher negra indígena latino americana e caribenha- Coletivo Feminista Maria Bonita da História e Geografia FFLCH-USP

Semana da mulher negra indígena latino americana e caribenha- Coletivo Feminista Maria Bonita da História e Geografia FFLCH-USP

Participaremos na mesa :Urbanismo, território e migrações.

Publicado em Atividades | Deixar um comentário

Workshop on Immigration Laws

Workshop on Immigration Laws

Political Rights

Statute of Foreigners

Article 95. A foreigner living in Brazil has all the rights granted to Brazilians under the Constitution and laws.

Article 107. A foreigner admitted into the country cannot exercise activity of a political nature or interfere in the public affairs of Brazil, with the following especially prohibited:

I – organizing, creating, or being a member of any group of a political nature, even with the intention of propaganda or advertising exclusively among compatriots, of ideas, programs, or regulations of political parties of his or her country of origin.

II – exercising individual action, together with compatriots or non-compatriots, to obtain, through coercion, adherance to ideas, programs, or regulations of political parties of any country.

III – organizing parades, marches, elections or meetings of any nature, or participating in any of the former with the intentions referred to in items I and II of this article.

Bill

Article 8. – A foreigner admitted into the country cannot be active in any political party, and is forbidden from organizing, creating, or being a member of an association or any political organization, with the exception of Portuguese citizens, as provided in the Treaty of Friendship, Cooperation and Consultation.

Public Policy

Bill

Article 5. To the foreigner living in Brazil, permanent or temporary, the following rights and fundamental guarantees laid out in the Constitution are assured, especially:

I – The inviolability of the rights to life, liberty, equality, security and property;

II – The civil and social rights granted to Brazilians

III – Freedom of movement within the country.

IV – The right to assemble peacefully, without weapons, in places that are freely open to the public, as long as another meeting has not previously been disallowed in the same site, and given the necessary prior notice to the competent authority;

V – The right to assemble for lawful purposes, under the law.

VI – The right to education

VII – The right to public health

VIII – The rights to work and to unionization, under the law; and

IX – Access to Justice; even free: sole paragraph. These rights are extended to foreigners, regardless of their immigration status, observed in accordance with article 5, caput, of the Constitution:

I – Access to health and education

II – The benefits derived from compliance with legal and contractual obligations relating to employment, by the employer, and

III – Protective measures for victims and witnesses of human trafficking and all trafficking of immigrants.

Article 15. Visas for entrance and stay in the country are the following:

I – Tourism and business;

II – Temporary;

III – Permanent;

IV – Diplomatic;

V – Official;

VI – Courtesy;

Sole paragraph. The requirements for attaining the visas will be laid out in regulations.

To understand the difference:
Article 102. Repatriation consists of the impediment to the entry of an unauthorized foreigner into the country, who is still in the area of the airport, or port.

Article 103. Deportation consists of compulsory withdrawal of the foreigner from the country.

Article 111. Expulsion consists of compulsory withdrawal of the foreigner who commits crimes in Brazil, or, in any way, acts against national interests.

Article 122. Extradition can be granted if formally requested by the foreign state for instructive or enforceable purposes, if the application is justified under a treaty or reciprocal commitment.

Criminalization

Bill

Article 6. Foreigners must verify their legal residence in the country whenever required to do so by the police authority.

Article 107. While deportation is not fulfilled, the deportee must appear weekly to the competent organ of the Ministry of Justice to report on his or her address, activities and compliance with the imposed conditions.

§1° The deportee may be committed to interim prison by the police authority in the event of breach of the above provisions or whenever necessary to ensure completion of the exit process.

Article 149. The following constitute administrative infractions:

I – Entry without authorization into the country by a foreigner who is still in the area of the airport, port, or border.

Penalty fine and repatriation

II – Entry or illegal stay inside the country:

Penalty fine and deportation, if the foreigner does not leave within the proscribed time period.

Penal Code

Article 452. The use by the foreigner of any false name, qualification, or document of origin or any false document in order to enter or remain in the country:

Prison – from two to five years

Prison term from one to three years and fine (actual)

Sole paragraph. The same penalty is incurred by the foreigner who omits information, uses false documents or makes false statements in order to be recognized as a refugee in the country.

Article 453. Attributing to the foreigner qualification or information known to be false, to promote entry or stay in the country or to assure refugee status.

Prison from two to five years

Prison term from one to four years and fine (actual)

Article 454. Bringing a foreigner in clandestinely or hiding an undocumented immigrant:

Prison term from two to five years

Prison term from one to three years and fine (actual)

Article 457. Having the intention to own property, media of communication, business, action, title, or value belonging to a foreigner, in cases where the ownership or possession of goods is forbidden.

Prison – from two to four years.

Prison term from six months to three years and fine (actual)

Communication

Statute of Foreigners

Article 106. Foreigners are forbidden from:

II – Owning a journalistic venture of any kind, or television or broadcast radio companies, being a partner or shareholder of any of these companies;

III – Being responsible, or being an intellectual or administrative consultant for any of the companies mentioned in the previous item.

Bill

Article 7.

Foreigners are prohibited from the following, except as provided in specific legislation, from:

II – Owning a venture that is journalistic, radio broadcast, or sound and images;

III – Being responsible for the editorial content and the activities of selection and management of the transmitted programming.

Produced (in Spanish) by “Educar para o Mundo” (Education for the World)

**** Traducción libre: Rachel Parks

Publicado em Projeto Oficina Novo Estatuto do Estrangeiro | Deixar um comentário